Mini wedding: saiba como fazer o seu!

20/10/2019 15:28

Uma das maneiras encontradas pelas empresas que atuam no mercado de casamento para criar novas possibilidades de negócio foi diversificar os formatos de cerimônia como: mini wedding; elopement wedding e o destination wedding.

Entre as opções citadas acima aquela que está mais em alta é o mini wedding, cerimônia para até 100 convidados e que acontece em um espaço mais enxuto e aconchegante. Este formato é indicado para os noivos que desejam celebrar a união apenas ao lado das pessoas mais íntimas. Isso possibilita fazer um investimento maior no buffet, nas bebidas e nos serviços de uma forma em geral. Por isso, nem sempre o mini wedding custa mais barato do que a cerimônia tradicional.

Onde fazer o seu mini wedding

Uma das vantagens do mini wedding é que os noivos podem realizar a cerimônia e a recepção no mesmo local. Aliás, dependendo da quantidade de convidados, os noivos podem se casar na própria casa; mas caso eles não queiram se preocupar com limpeza após a festa, existem pousadas, hotéis, salões e até bistrôs que realizam esse tipo de celebração. “Os mini weddings costumam ser realizados em locais bem intimistas como uma casa de campo; fazenda; casa de praia; no quintal de uma casa antiga ou até mesmo em um jardim aberto. O objetivo é conseguir acolher os convidados de forma mais próxima e permitir que os noivos consigam dar uma atenção especial para todos eles”, disse Rogério Junqueira, chef de cozinha e organizador de eventos.

Aposte nos mimos para decorar o mini wedding

Na hora de pensar na decoração do mini wedding, vale a pena explorar a criatividade e deixar a emoção falar mais alto. “A decoração deve contar com muitos mimos que deixarão o evento com a cara do casal. Na mesa, por exemplo, onde será servido o almoço, vale a pena caprichar nos detalhes como as iniciais do casal no guardanapo ou colocar porta-retratos com fotos dos recém-casados. Além disso, você pode personalizar alguns espaços do ambiente para deixar o evento ainda mais gostoso. Experimente pintar uma das paredes e escrever uma poesia que simbolize o casal”, comentou Rogério Junqueira.

As peculiaridades do mini wedding

Além de ser extremamente charmoso, o mini wedding também oferece algumas peculiaridades que não costumam ser encontradas em cerimônias tradicionais. “Quando você vai a um evento desses é possível notar detalhes mínimos como lembrancinhas especiais para trazer aconchego aos convidados. Tivemos um exemplo de uma cerimônia onde os noivos disponibilizaram um local para as pessoas deixarem os sapatos e colocarem chinelos para poderem ficar mais a vontade durante a cerimônia”, lembrou Rogério Junqueira.

As fotos também costumam ser um diferencial em cerimônia mini wedding, pois o fotógrafo tem menos espaço físico para percorrer e consegue garantir bons cliques do casal e dos convidados. “Uma característica muito importante e que acontece nos mini weddings é o fato das pessoas se envolverem mais. E isso é ótimo. Afinal, o casamento é feito de pessoas e o jeito que cada uma delas se interage é o que torna a sua cerimônia única”, disse Anderson Crepaldi, fotógrafo especialista em casamentos. 

O que servir no mini wedding

Por se tratar de uma cerimônia mais intimista, você pode escolher algumas opções mais práticas e não menos elegantes para servir os seus convidados. Um bom exemplo disso é a finger food (que na tradução livre significa comida de dedo) que são aquelas comidas que podem ser consumidas diretamente com as mãos, sem utilizar pratos ou talheres. Para essa escolha é possível servir canapé de salmão, mini sanduíches de pestó, pequenos croquetes, caprese em palito, entre outros.

Para Eric Thomas, chef executivo e proprietário do restaurante Tantra, é preciso ter mais atenção aos detalhes da culinária nas cerimônias de mini wedding do que nos eventos realizados em grandes buffets. “O ambiente escolhido para a realização do evento acaba interagindo com os pratos. Ou seja, se você deseja servir canapés, por exemplo, é preciso ter certeza de que o prato estará em harmonia com o local da cerimônia. Portanto, se o casamento é realizado em um pequeno jardim [quintal], os pratos precisam ser finger food [com aquelas cumbuquinhas] com flores comestíveis, cores vivas, saladainhas, enfim”, destacou.

Outra opção também muito charmosa e interessante é o menu degustação, onde são servidos mini porções de pratos quentes ou frios. “Você pode servir desde uma comida simples até aquelas mais sofisticadas, depende dos noivos. Oferecemos um cardápio personalizado, de acordo com o paladar do casal. Sugiro sempre um cardápio democrático e que atenda com perfeição desde crianças até idosos. Sempre buscamos alinhar pratos que tenham harmonia com o campo como medalhão ao molho mostarda, risoto de calabresa com limão siciliano, o tradicional strogonoff de frango; batata rústica, entre outros”, finalizou o chef de cozinha e organizador de eventos Rogério Junqueira.